Especial cidades-sede: conheça Salvador

A alegria do povo baiano se faz notar assim que o visitante pisa em Salvador – e ajuda a definir a vibrante experiência que é desbravar a cidade

Time Out | - Atualizada às

Time Out

A contagiante alegria do povo baiano está por todos os lados: no colorido das roupas, nas conversas descontraídas, no jeito cantado de falar, no ritmo marcado dos tambores. Não faltam motivos para justificar essa energia. O azul da Baía de Todos os Santos visto de vários pontos da cidade. Os 50 quilômetros de praias que convidam à prática de esportes aquáticos.

O pitoresco casario dos séculos 17 e 18 no centro histórico. As deliciosas receitas de influência africana. Até mesmo a história difícil do povo, em sua maioria negros descendentes de escravos africanos, que hoje sabem o real valor da liberdade. Para completar, os dias ensolarados praticamente o ano todo – com temperatura média de 30 graus – fazem a sua parte para conferir um colorido todo especial à cidade, que foi a primeira capital do Brasil, até 1763.

Com 3 milhões de habitantes, Salvador tem graves problemas urbanos e sociais, é verdade: a pobreza, a sujeira nas ruas e o transporte deficiente, para citar o que mais impressiona os visitantes. Para se manter em segurança, é recomendável ter cautela ao circular. Mas, com algumas precauções, é possível curtir a cidade como ela merece. Incorpore o estado de espírito baiano: sorria. E deixe-se seduzir por uma das capitais mais apaixonantes do Brasil.


Leia tudo sobre: salvadorcopa 2014timeout

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG