Artilheiro da nova era Felipão, Fred quer pegar mais uma: a camisa 9

Com fama de conquistador, atacante do Fluminense é o favorito para comandar, ao lado de Neymar, o ataque da seleção brasileira na Copa das Confederações

iG São Paulo |

Mowa Press
Fred comemora o gol do Brasil no amistoso com a Inglaterra, no Maracanã

Se tem algo que persegue Fred tanto quanto os zagueiros adversários é a fama de conquistador. Ele já recebeu bilhetinho com o telefone de uma banhista enquanto treinava na praia e trocou beijos com uma bela morena no meio de uma avenida no Rio de Janeiro, feito registrado em vídeo por um amigo e disseminado na internet. Mas o atacante conquistou a torcida de outra forma: com gols. Em 2012, fez 20 e foi personagem fundamental na conquista do título brasileiro. Nas arquibancadas, os tricolores costumam gritar "O Fred vai te pegar!", mas não tem a ver com o lado amoroso, é uma brincadeira com a música de Freddy Krueger, o monstro da série de filmes de terror "A Hora do Pesadelo". 

Comente esta notícia com outros torcedores

Além de belas mulheres, Fred já conquistou, com seus gols, o coração de torcedores de América-MG, Cruzeiro, Lyon e Fluminense. Mas a fila anda. Por isso, o alvo do atacante, agora, é convencer de vez o técnico Luiz Felipe Scolari de que é o camisa 9 ideal para levar a seleção brasileira ao sexto título mundial, em 2014, jogando em casa. A grande chance é a convocação para a Copa das Confederações, de 15 a 30 de junho.

Além da concorrência, as lesões preocupam o atacante nessa busca pela afirmação com a amarelinha. Ele se apresentou à comissão técnica com dores nas costelas, uma "fratura incompleta", como definiu José Luiz Runco, médico da seleção. Em princípio não há risco de corte, sensação que o atacante não pensa em sentir de novo, já que acabou fora da Copa América de 2007 após machucar o pé num jogo-treino.Fred vem fazendo a parte dele. Ele é o artilheiro da nova era Scolari na seleção, com quatro gols em quatro partidas, o último deles no amistoso com a Inglaterra, no último domingo , eternizando-se como o autor do primeiro tento do novo Maracanã em jogos oficiais. No segundo tempo, foi substituído por Leandro Damião, a "sombra" que terá na posição para a Copa das Confederações, já que Felipão não abre mão de centroavantes nas equipes que monta.

A relação entre Fred e seleção brasileira sempre foi um pouco conturbada. Reserva na Copa do Mundo de 2006, jogou pouco mas deixou sua marca, na vitória por 2 a 0 sobre a Austrália. Após o corte na Copa América não ganhou mais chances com Dunga e só retornou em 2011. Em grande fase pelo Fluminense, foi convocado por Mano Menezes, com quem teve problemas de relacionamento, e passou a ser preterido mesmo sendo um dos principais atacante em atividade no futebol brasileiro.

Fred comemorou publicamente a troca de comando na seleção brasileira, pois avaliava que Mano Menezes, ao contrário de Felipão, não gostava de usar centroavantes e optava por atacantes mais leves, com maior movimentação. 

Leia mais : Autor do primeiro gol do novo Maracanã, Fred minimiza dores nas costelas

Com sorte no jogo e no amor, o atacante espera corresponder às expectativas para ouvir a arquibancada gritar, seja na Copa das Confederações ou no Mundial de 2014, que o "Fred vai te pegar!".

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG