Vaias para Joseph Blatter e Dilma marcam início da Copa das Confederações

Presidente da Fifa se irritou com manifestação de brasileiros e pediu "fair play" aos torcedores

Bruno Winckler - enviado iG a Brasília | - Atualizada às

Ueslei Marcelino/Reuters
Dilma Rousseff e Joseph Blatter na solenidade que abriu a Copa das Confederações

Seguindo o protocolo de início das competições oficiais da Fifa, o presidente da entidade, Joseph Blatter, e a presidenta do Brasil, Dilma Rousseff, fizeram um discurso antes de a bola rolar para a partida entre Brasil e Japão no estádio Mané Garrincha, neste sábado. Mas ao ouvir o nome das autoridades, o público tratou de ofuscar a solenidade.

Comente esta notícia com outros torcedores

Uma vaia uníssona e ininterrupta percorreu as arquibancadas do estádio, que até agora custou R$ 1,5 bilhão aos cofres públicos. Blatter tentou fazer o discurso.


“Estamos todos juntos para uma festa do futebol do país pentacampeão mundial. É um grande prazer em nome da Fifa dar sua gratitude (sic) à presidente Dilma Rousseff”. Daí veio uma pausa e um pedido do presidente da Fifa. “Respeito ao fair play, por favor”. Mais vaias foram ouvidas.

Diante da voz do povo, não restou à Dilma encerrar o momento de constrangimento com o protocolar “Declaro oficialmente aberta a Copa das Confederações Fifa 2013”.

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG